quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Caso Dorathy Stang: "eu só quero justiça/ Manchete do Diário do Pará de 09/12/2009.

No dia 22 de outubro de 2007, Rayfran negou que tivesse sido contratado por fazendeiros para matar a missionária e apresentou uma nova versão para o crime, que acabou resultando na absolvição de Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida. O irmão da missionária definiu o fato como uma “grande farsa”. Segundo ele, Vitalmiro, assim como Rayfran, deveria estar no banco dos réus neste julgamento. “Não queremos assistir a mais um espetáculo de falsidades. Esperamos que, desta vez, a justiça prevaleça”, finalizou.

Dorothy Stang tinha 73 anos quando foi baleada com seis tiros em uma estrada de terra de Anapu, a 300 quilômetros de Belém. O crime ocorreu em 12 de fevereiro de 2005. A freira tinha origem norte-americana, mas era naturalizada brasileira e viveu no Pará por quase 20 anos, tornando-se conhecida por sua ativa atuação pastoral, voltada para trabalhadores rurais e para a redução de conflitos fundiários. (Diário do Pará)

Comente no Blog sobre os assassinatos por disputas de terras no Pará.

Conferência climática da ONU começa em Copenhague / Manchete do Diário do Pará em 07/12/2009.

A maior e mais importante conferência sobre mudanças climáticas da história foi aberta nesta segunda-feira. Os organizadores disseram a diplomatas de 192 países que esta pode ser a melhor e última chance para um acordo que proteja o mundo do desastroso aquecimento global. Também nesta segunda-feira, a Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) do governo dos Estados Unidos tomou uma decisão histórica e concluiu que os gases poluentes, entre eles o dióxido de carbono, são prejudiciais à saúde pública e devem ser controlados.

O anúncio da EPA ocorre no momento em que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tenta lançar a política para combater as mudanças climáticas, embora o Congresso americano ainda não tenha formulado uma lei para isso.


COMENTE NO BLOG SOBRE O AQUECIMENTO GLOBAL NO MUNDO?

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

1ª EDIÇÃO "ANANIN NEWS".











Foi impresso e exposto na II Feira da Cultura da E.M.E.F. Dr. Benedito Maia. O "ANANIN NEWS" a 1ª edição do jornal construido a partir do "Projeto Jornal na Escola". As manchetes para esta 1ª edição foram colhidas através de uma intensa pesquisa de campo feita pelos alunos das 8ª séries abordando vários temas relacionados ao Municipio de Ananindeua.

Nossos Colaboradores Professores. Adriana, Chrystyan, Edna, Risely e Rita.

II EXPOINFOED.








Local: Secretária Municipal de Educação.
Tema: Leitura e escrita
Dia: 16/12/2009 (manhã e tarde).

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

E.M.E.F. Dr. Benedito Maia - Feira da Cultura 2009















Vai ser realizada Na E.M.E.F. Dr. Benedito Maia no periodo de 24 à 27/11/2009 a "Feira da Cultura 2009 com o tema "Jornal na escola: Um olhar sobre Ananindeua através do gênero jornalistico"

Programação:

PROGRAMAÇÃO:

1º TURNO:

Língua Portuguesa: Sub-tema “A evolução da Educação Ananin” Turma 701 e 702
Debate 24/11/09 – inicio da programação.
Matemática: Sub-tema: “Violência e drogas na adolescência: A escola promovendo qualidade de vida sem drogas”. Turma 801 e 802. Palestra: 25/11/09.
Ciências: Sub-tema “Educação Sexual”.
Turmas 601 e 602
Palestra: 25/11/09.
História, Geografia e Est. Paraenses: Sub-tema “Resgate histórico e cultural de Ananindeua” Turma 501 e 502.
Ens. Religioso e Ens. De Artes: Abordarão o momento cultural do evento, envolvendo representantes de alunos de cada turma.

Culminância: 26/11/2009 de 8:00 as 12:00h

3ª TURNO:
Língua Portuguesa: Sub-tema: “Jornal Ananin”. Turmas 803 e 804.
Matemática: Sub-tema “Violência e drogas na adolescência”. Turmas 603 e 604.
Ciências: Sub-tema “Educação Sexual”. Turma 703.
História, Geografia e Est. Paraenses: Sub-tema “Resgate histórico e cultural de Ananindeua”. Turma 503, 504 e 505.
Ens. Religioso e Ens. De Artes: Abordarão o momento cultural do evento, envolvendo representantes de alunos de cada turma.

OBS: Oficinas: 24 e 25/11/09.
Arrumação das salas 26/11/09.
Culminância: 27/11/09 de 14 às 18h.

4º TURNO:

Turma 401: Sub-tema “Gênero jornalístico/ Educação e esporte.

Turma 402: Sub-tema “Política e Economia”.

Turma 403: Sub-tema “Turismo e eventos culturais”.

Turma 301: Sub-tema “Atualidades”

Turma 302: Sub-tema “Política e Violência”.

OBS: Oficinas 24 e 25/11/09. Escolha dos melhores trabalhos para exposição e organização das salas 26/11/09. Culminância: 27/11/09 de 19 às 22:00h.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

MATERIAL PARA SEMINÁRIO DE HISTÓRIA PROF. BONIFÁCIO (8ª SÉRIES TARDE).

OLGA BENÁRIO PRESTES








Olga Benário em 1928, ainda na Alemanha
Olga Benário (Munique, 12 de fevereiro de 1908 — Bernburg, 23 de abril de 1942) foi jovem militante comunista alemã, de origem judaica, entregue pela ditadura getulista para ser morta pelo regime nazista em campo de concentração. Veio para o Brasil na década de 30, por determinação da Internacional Comunista, para apoiar o Partido Comunista do Brasil. Destacada como guarda-costa de Luís Carlos Prestes, tornou-se sua companheira, tendo com ele uma filha, Anita Leocádia Prestes.

Biografia
Militância na Alemanha
Nascida Olga Gutmann Benario em Munique, era filha do advogado Leo Benario e da socialite Eugenie Benario, em uma família judia alemã de classe média. Ingressou ainda jovem no movimento comunista, em 1923, com apenas quinze anos, juntando-se a organização juvenil do Partido Comunista Alemão (KPD), a Liga Juvenil Comunista da Alemanha (KJVD). Pouco depois, mudou-se para Berlim com o então namorado Otto Braun, experiente militante comunista,[1] devido a conflitos ideológicos com seu pai, que era membro ativo do Partido Social-Democrata.[2]
Olga (última fileira) com a Liga Juvenil, minutos antes de invadir a prisão de Moabit[3]
Após a queda da monarquia, instaurou-se um regime formalmente republicano na Alemanha, a chamada República de Weimar. O regime, no entanto, jamais foi aceito pela direita, que o considerava um produto da "traição" do Tratado de Versalhes, nem pela extrema-esquerda comunista, que, esmagada politicamente na repressão ao Levante Spartakista de 1919, quando foi assassinada Rosa Luxemburgo, desejava uma aliança política entre uma Alemanha comunista e a União Soviética. Esse conflito entre a direita e esquerda marcou esse período turbulento da história da Alemanha, com lutas armadas entre milícias paramilitares e homicídios políticos.
Neste clima político, em Berlim, Olga ascende dentro do movimento revolucionário comunista depois dos conflitos de rua contra milícias de extrema-direita no bairro de Kreuzberg, próximo a Neukolln. [4] Ela foi presa no mesmo dia que Braun, sendo acusados de alta traição à pátria.[5] Ela logo é solta, mas Braun, não. Junto com seus colegas de militância, planeja então o assalto à prisão de Moabit que libertaria Braun. Logo depois, ambos fogem para a União Soviética, onde Olga, já como quadro valioso, recebe treinamento político-militar na Escola Lenin, trabalhando como instrutora da Seção Juvenil da Internacional Comunista. Separa-se de Braun em 1931.[6] Recebe os codinomes de "Frida Leuschner", "Ana Baum de Revidor", "Olga Sinek", "Maria Bergner Vilar" e "Zarkovich".
A Internacional Comunista, desde o fim dos anos 1920, havia seguido na Alemanha uma política ultra-esquerdista, fundada na recusa a coligar-se com os social-democratas numa frente única contra o nazismo, que havia contribuído para a chegada de Adolf Hitler ao poder, e a presença de militantes comunistas alemães como Olga no território da União Soviética constituía um embaraço para Josef Stalin que começou a pensar em engajá-los em alguma espécie de empreendimento que pudesse de alguma forma compensar o fracasso da política stalinista na Alemanha.
Intentona Comunista e Prestes
Luís Carlos Prestes, que desde 1931 estava residindo na União Soviética, é, em 1934, é finalmente aceito nos quadros do Partido Comunista Brasileiro (PCB), por pressão do Partido Comunista da União Soviética. Sendo eleito membro da comissão executiva da Internacional Comunista (IC), volta ao Brasil, via Nova Iorque, como clandestino, em dezembro do mesmo ano, acompanhado de Olga Benário, também membro da IC, passando-se por marido e mulher. Seu objetivo era liderar uma revolução armada, com o apoio de Moscou. [7]
A política comunista da época - decidida no VI Congresso da Internacional Comunista -favorecia movimentos do tipo frente de Esquerda em países do Terceiro Mundo, tendo por objetivo a realização de um programa de democratização política interna e de defesa da independência nacional contra o imperialismo, e Prestes parecia aos comunistas a figura adequada para liderar esta espécie de movimento no Brasil. Antes de aprovar a insurreição, a Internacional Comunista estava cética do sucesso de uma revolução no Brasil. Mas o Partido Comunista Brasileiro havia exagerado consideravelmente a extensão da sua influência e capacidade de revolucionária e, assim, fornecido à Internacional Comunista a perspectiva - completamente errônea, como se veria - de um levante comunista vitorioso que compensasse, de alguma forma, a recente derrota na Alemanha. [8]







Selo postal da República Democrática Alemã com a efígie de Olga Benário Prestes (1959)
Na época, Moscou criara em Montevidéu, Uruguai, o Secretariado Latino Americano que operava clandestinamente e queria aproximar as organizações comunistas da América Latina de Moscou. Olga e Prestes eram apoiados financeira e logisticamente através desta organização. Após o fracasso da Intentona Comunista e a descoberta destas operações, o Uruguai rompeu relações com a União Soviética, no final de 1935. [9]
Prestes seria acompanhado por um pequeno grupo de quadros, encarregados de auxiliá-lo na preparação da insurreição. Eram eles Inês Tulchniska, Abraham Gurasky "Pierre", o alemão Arthur Ernst Ewert (que seria mais conhecido no Brasil pelo seu codinome de Harry Berger), sua esposa alemã de origem polonesa Elise Saborovsky, o belga Leon Jan Jolles Vallée, Boris Kraevsky, o argentino Rodolfo José Ghioldi, Carmen de Alfaya, a própria Olga Benário, Johann de Graaf, Helena Kruger, Pavel Vladimirovich Stuchevski, Sofia Semionova Stuchskaia, Amleto Locatelli, "Marga", Mendel Mirochevski, Steban Peano, Maria Banejas, norte-americano Victor Allen Baron, Marcos Youbman, "Carmen". Pavel Vladimirovich Stuchevski, que chefiava o aparelho do Komintern no Rio de Janeiro, coordenava as atividades de sete outros brasileiros de menor projeção dentro da Organização. [10]
Prestes e Olga chegaram ao Brasil com documentos falsos em abril de 1935, fingindo serem um casal português mas se mantendo na clandestinidade. O país havia se reconstitucionalizado desde 1934, mas com o Presidente Vargas na situação ambígua de presidente eleito pelo voto indireto da própria Constituinte.
Prestes encontra o movimento recém-constituído denominado Aliança Nacional Libertadora (ANL), frente política revolucionária comunista de caráter antifascista e antiimperialista que congregava tenentes, socialistas e comunistas descontentes com o Governo Vargas. O movimento contestava o integralismo de Plínio Salgado, de cunho filofascista. Mesmo clandestino, Prestes é calorosamente aclamado presidente de honra da ANL em sua sessão inaugural no Rio de Janeiro. Prestes procura então aliar o enorme crescimento da ANL, que o prestigia, com a retomada de antigos contatos no meio militar para criar as bases que julgava capazes de deflagrar a tomada do poder no Brasil. Em julho de 1935, divulga um manifesto incendiário, apelando para os sentimentos nacionalistas das classes médias exigindo "todo o poder" à ANL e a derrubada do governo Vargas. [11]
Vargas, no entanto, apoiando-se numa política de defesa da ordem, imediatamente aproveita a oportunidade e declara a ANL ilegal, o que não impede Prestes de continuar a organizar o que acabou por ficar conhecido como a Intentona Comunista. [12]
Os preparativos insurrecionais caminhavam quando, em novembro daquele ano de 1935, um levante armado estourou na cidade de Natal, motivado principalmente por fatores locais. Prestes ordenou, então, que a insurreição fosse estendida ao resto do país. [13] Porém, apenas algumas unidades militares de Recife e Rio de Janeiro se levantaram. O governo brasileiro logo controlou a situação e desencadeou forte repressão sobre os setores oposicionistas. Deve-se lembrar que os planos de Prestes e Olga eram de tomar o poder de Vargas através de uma insurreição armada, e o governo não mediu esforços para suprimi-la.[9] Muitos líderes comunistas são presos, alguns deles amigos de Olga e Prestes, como o casal de alemães Artur e Elise Ewert, conhecida como Sabo. Ambos seriam brutalmente seviciados pela polícia brasileira, sob o comando de Filinto Müller, e Artur perderia definitivamente sua sanidade mental no processo. <[13]

Prisão








Olga Benário no momento da sua prisão no Brasil, em 1936. Durante alguns meses, Prestes e Olga conseguiram ainda viver na clandestinidade. No início de 1936, tentando encontrar responsáveis pelo fracasso do levante, Prestes manda matar a moça de 18 anos Elza Fernandes, namorada do secretário-geral do PCB. Prestes suspeitava que ela fosse informante da polícia, o que mais tarde se provou um engano. William Waack, que estudou arquivos do regime soviético, alega que Olga não se opôs à decisão, baseando-se em informações de um ex-agente soviético que chefiava as operações clandestinas no Rio de Janeiro. William Waack diz: "Prestes e Olga eram soldados do Partido, e a esses soldados não se admitiam crises de consciência." [14][15]
Em março de 1936, foram capturados pela polícia. Olga é levada para a Casa de Detenção, posta numa cela junto com mais de dez mulheres, muitas delas conhecidas suas. Aí, descobre estar esperando uma filha de Luís Carlos Prestes. Logo vem a ameaça de deportação para a Alemanha, sob o governo de Hitler. Seria a morte para ela: além de judia, comunista. [16] Começa na Europa um grande movimento pela libertação de Olga e Prestes, encabeçado por D. Leocádia e Lígia Prestes, respectivamente a mãe e a irmã de Luís Carlos Prestes. [17]
O julgamento de Olga foi feito segundo os termos formais da ordem constitucional definida pela constituição federal, atendendo a um pedido de extradição do governo nazista. Nos termos da constituição em vigor, o julgamento era legal. O advogado de defesa de Olga pediu um indulto (Habeas Corpus), argumentando que a extradição era ilegal pois Olga estava grávida e sua extradição significaria colocar o filho de um brasileiro sob o poder de um governo estrangeiro. Havia também o aspecto humanitário da permanência dela no país: não obstante os campos de concentração nazistas, à época, não funcionarem como aparatos de extermínio, era de conhecimento público que eram centros de detenção extrajudicial onde os internos eram tratados com intensa crueldade. [18]
Não obstante tudo isto, o Supremo Tribunal Federal aprovou o pedido de extradição, Vargas não decretou indulto e Olga foi deportada para a Alemanha, juntamente com a amiga Sabo. Getúlio Vargas decretou o estado de sítio após a Intentona como resposta à radicalização político-ideológica no Brasil tanto da direita e da esquerda, polarização que estava acontecendo também fora do país. [19] Apesar de o contexto em parte justificar a decisão, em 1998 o então presidente do Supremo, Celso de Mello, declarou que a extradição fora um erro: "O STF cometeu erros, este foi um deles, porque permitiu a entrega de uma pessoa a um regime totalitário como o nazista, uma mulher que estava grávida."[19]
Após a decisão, Olga foi transportada para a Alemanha de navio, o cargueiro alemão La Coruña, apesar dos protestos do próprio capitão pela violação do Direito Marítimo internacional - afinal, Olga já estava grávida de sete meses. Quando o navio aportou em 18 de outubro de 1936 diretamente na Alemanha, para evitar protestos em outros portos, oficiais da Gestapo já esperavam por ela, para levá-la presa. Não havia nenhuma acusação contra ela, pois o caso do assalto à prisão de Moabit já prescrevera. No entanto, a legislação nazista autorizava a detenção extrajudicial por tempo indefinido ("custódia protetora") e Olga foi levada para Barnimstrasse, a temida prisão de mulheres da Gestapo, onde teve a filha, que denominou de Anita Leocádia, futura historiadora, professora-adjunta da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). [20] Anita ficou em poder da mãe até ao fim do período de amamentação e, depois, foi entregue à avó, D. Leocádia, em conseqüência das pressões da campanha internacional dirigida, como já dito, por Lígia Prestes e pela própria D. Leocádia, [21] que morreria no exílio no México.

Campo de concentração










Luís Carlos Prestes visita Ravensbruck, 28 de nov. 1959
Olga foi transferida para o campo de concentração de Lichtenburg nos primeiros dias de março de 1938, de onde logo depois seria transferida para o campo de concentração de Ravensbrück. Aqui, as prisioneiras viviam sob escravidão e eram sujeitas a experiências monstruosas pelo médico Karl Gebhardt. Relatos de sobreviventes contam que, durante o seu tempo em Ravensbrück, Olga organizou atividades de solidariedade e resistência, com aulas de ginástica e história.[22]
Com a Segunda Guerra Mundial e sem mais possibilidades de recursos à opinião pública, Olga seria um alvo óbvio para as políticas de extermínio nazistas: em fevereiro de 1942, pouco antes de completar 34 anos e quase quatro anos depois de transferida para Lichtenburg, foi enviada para o campo de extermínio de Bernburg, onde morreria numa câmara de gás. [23]
Como outros tantos comunistas alemães, Olga foi abandonada por Stalin, que, fiel ao seu princípio de não apoiar (e mesmo de responsabilizar por qualquer fracasso) revolucionários falhados, decidiu não aproveitar o Pacto Molotov-Ribbentrop para incluí-la numa troca de prisioneiros.[carece de fontes?] Entrementes, como descobriria William Waack ao investigar os arquivos do Comintern - todos os comunistas estrangeiros que retornaram à URSS após participarem na "Intentona" de 1935 pereceriam nos Grandes Expurgos de 1936/1938 - provavelmente o destino de Olga Benário se tivesse retornado a Moscou.[24]

Legado
Após a Segunda Guerra Mundial, Olga seria apresentada e cultuada na República Democrática Alemã como exemplo da mãe vítima do nazismo, tal como a espiã do grupo Rote Kapelle ("Orquestra Vermelha") Hilde Coppi e a ativista comunista Liselotte Hermannn, ambas também assassinadas pelo nazismo. É nome de rua, "Olga Benario Prestes", na antiga Berlim Oriental e noutras seis cidades alemãs, e sua efígie consta de moedas e selos, além de ter dado nome a 91 escolas, creches, ruas e praças em cidades que pertenciam à antiga República Democrática Alemã. No Brasil, Olga Benário também dá nome a ruas, praças e escolas em várias cidades, incluindo São Paulo.
Em 1984, foi feita uma exposição sobre sua vida na Galerie Olga Benario, em Berlim, à Richardstrasse 104, com edição de um catálogo que leva seu nome.[25] Em 2008, em comemoração dos 100 anos de Olga e dos 24 anos da galeria, Anita Prestes, filha de Olga e Luís Carlos, foi inaugurar uma "pedra de tropeço" que homenageia as vítimas do holocausto, no último endereço de sua mãe em Berlim. [26]

Mídia
A primeira biografia de Olga Benário foi escrita por Ruth Werner e publicada na Alemanha Oriental em 1961 pela Verlag Neues Leben, com reedição em 1984. Fernando Morais publicou uma nova biografia sobre ela em 1985, intitulada "Olga" e lançada pela Editora Ômega, com relançamento em 1994 pela Companhia das Letras. Segundo Fernando Morais, até à publicação do seu trabalho quase não havia material a respeito de Olga Benário no Brasil.[27] Estimou-se em 2005 que a Companhia das Letras vendeu mais de 170 mil exemplares do livro, que foi considerado um sucesso editorial. [25]
Na Alemanha, o cineasta turco Galip İyitanır produziu o documentário "Olga Benario - Ein Leben für die Revolution" em 2004.[28] No mesmo ano foi realizado um filme brasileiro de ficção baseado na biografia escrita por Fernando Morais, intitulado Olga e dirigido por Jayme Monjardim, com a atriz Camila Morgado no papel de Olga. O ator Caco Ciocler, por sua vez, interpretou o líder brasileiro comunista e ex-tenentista Luís Carlos Prestes. A obra recebeu três prêmios no Grande Prêmio Brasileiro de Cinema de 2005, mas teve recepção negativa das imprensas brasileira e alemã.[29]
Na época do lançamento do filme, William Waack, jornalista que pesquisou sobre Olga nos arquivos da antiga União Soviética, criticou a criação do mito em torno dela na mídia, alegando que essa imagem romântica da revolucionária nascera de propaganda do antigo regime comunista da Alemanha Oriental (ou República Democrática Alemã).[14]
Em 2006, Jorge Antunes compôs a ópera Olga, com libreto de Gerson Valle, que estreou no dia 14 de outubro de 2006 no Teatro Municipal de São Paulo. A soprano Martha Herr cantou o papel-título e Luciano Botelho interpretou Luís Carlos Prestes.[30]

Referências
1. Morais (1993), pg. 31
2. Waack (1993), pg. 96
3. Morais (1993)
4. Morais (1993), pg. 37
5. Morais (1993), pg. 42
6. Morais (1993), pg. 45-51
7. Morais (1993) pg. 53-56
8. Morais (1993) pg. 74
9. Ferreira, Luiz Gonçalves Alonso, "Olga: A Verdade Esquecida", Santos: A Tribuna de Santos, 07 de setembro de 2004.
10. Morais (1993) pg. 72-73
11. Morais (1993) pg. 77-82
12. Morais (1993) pg. 82
13. Morais (1993) pg. 88-89
14. Mendonça, Martha; Martins, Elisa. "Entrevista com o autor de Camaradas". Revista Época. 13 de agosto de 2004. (página da notícia visitada em 26 de dezembro de 2008)
15. Ustra, Carlos Alberto Brilhante. Caso Elza. A Verdade Sufocada. Página visitada em 26 de dezembro de 2008.
16. Morais (1993) pg. 152-155
17. Morais (1993) pg. 171-173
18. Morais (1993) pg. 159-168
19. "Caso de Olga Benário é uma mancha no passado.", São Paulo, O Estado de São Paulo, 8 de março e 1998
20. Morais (1993) pg. 181-188
21. Morais (1993) pg. 194-203
22. Saidel (2006)
23. Morais (1993) pg. 234
24. Waack (1993)
25. Galvão (2005
26. Albuquerque, Carlos. "Berlim homenageia os 100 anos de Olga Benario Prestes". Deutsche Welle. 12 de fevereiro de 2008. (página da notícia visitada em 26 de dezembro de 2008)
27. Morais (1993), Introdução
28. Vilela, Soraia. "Olga Benario para o público alemão". Deutsche Welle. 09 de dezembro de 2004. (página da notícia visitada em 26 de dezembro de 2008)
29. Tadeu, Felipe. "Filme "Olga" decepciona crítica alemã". Deutsche Welle. 07 de setembro de 2006. (página da notícia visitada em 26 de dezembro de 2008)
30. Encarte - ópera sobre Olga Benario Prestes. Página visitada em 26 de dezembro de 2008.

Bibliografia
• Morais, Fernando. Olga. 2a..ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1993. ISBN 85-7164-250-8
• Waack, William. Camaradas, nos arquivos secretos de Moscou. São Paulo: Companhia das Letras, 1993. ISBN 85-7164-342-3
• Saidel, Rochelle G. The Jewish Women of Ravensbruck Concentration Camp (em inglês). Terrace Books, 2006. ISBN 0299198642
• Galvão, Walnice Nogueira (2005). "A voga do biografismo nativo". Estudos avançados v. 19, n. 55: pg. 349-366. ISSN 0103-4014

Para os alunos das 8ª séries, material para o seminário de história disponibilizado pelo Prof. Bonifácio.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

ATIVIDADE DE HISTÓRIA .









Atividade da profª. Alekssandra de História, para os alunos das 8ª séries.

A partir das analíses de sites, (como Wikipédia), sobre a fundação historica de Ananindeua, comente sobre ilhas, bairros, e lendas que cercam o imaginário do cidadão Ananin.

ATIVIDADE DE LINGUA PORTUGUESA.












Atividade realizada pela Profª de Língua Portuguesa Shryrley Carvalho, para os alunos das 8ª séries.

A partir da observação de cada site visitado, analíse e comente sobre a diferença editorial de cada um.

TRABALHOS REALIZADOS COM A EJA.



Não podemos deixar de fora de nosso blog, o brilhante trabalho realizado pelos professores com as turmas da EJA.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

I JOGOS INTERNOS DA E.M.E.F. Dr. BENEDITO MAIA.



SOLENIDADE DE ENTREGA DAS MEDALHAS AOS VENCEDORES DAS MODALIDADES

Os I Jogos Internos da E.M.E.F. Dr. Benedito Maia foram realizados no inicio do mês de setembro com bastante sucesso, onde os alunos puderam interagir entre as turmas e os turnos. Parabéns a escola e principalmente a idealizadora do projeto, Profª. Liane (Ed. física), que fez a diferença tornando o mesmo realidade.

CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

CAMINHADA CIDADÂ.

No último dia 2 de Setembro em comemoração ao dia da pátria foi realizado no Municipio de Ananindeua a "Caminhada Cidadã", com a partticipação de todas as escolas da RDE (Rede Municipal de Ensino), e do Prefeito Helder Barbalho que junto com a Secretária de Educação Profª. Eliete Braga, saudaram as escola bem como os projetos mantidos pela SEMED-Ananindeua, como: Aluno nota 10, Telecentro, PROJOVEM, Pré-Vestibular e outros.
A E.M.E.F.Dr. Benedito Maia, tendo a frente a gestora profª. Jacirema do Carmo, participou mostrando os alunos nota 10 premiados pela SEMED-Ananindeua, bem com deu ênfase aos projetos desenvolvidos pela escola como: Familia na Escola, Jornal na Escola, Blog Educacional e Escola e comunidade (Grupo de capoeira). A participação de todos foi muito importante, Parabéns.

Comente sobre o desfile da escola.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Atividade para alunos da 8ª serie.


Bryan Mills (Liam Neeson) é um ex-agente do governo, que deixou o emprego para que pudesse passar mais tempo com Kim (Maggie Grace), a filha que teve com sua ex-esposa Lenore (Famke Janssen). Ele passa então a trabalhar com antigos colegas, realizando serviços leves de segurança particular. Um dia Kim pede ao pai autorização para que viaje a Paris com uma amiga, a qual é negada pelo fato de que Bryan sabe bem os perigos que ela correria em um país estranho. Isto não a impede, fazendo a viagem assim mesmo. Só que o temor de Bryan se concretiza, já que logo após a chegada Kim e sua amiga desaparecem.

Para os alunos da 8ª série que assistiram ao filme pede-se que façam a análise critica e postagem no blog, sem deixar de relaciona-los a que intolerância social o filme faz alusão?

terça-feira, 18 de agosto de 2009

I EXPOINFO EM 2008.


AGUARDE EM NOVEMBRO EXPOINFOED 2009. NOSSA ESCOLA ESTARÁ LÁ.

INCENTIVANDO A LEITURA.


Como já havia sendo realizado no ano de 2008 a E.M.E.F. Dr. Benedito Maia, promove o incentivo a leitura de seus alunos, tornando-os não só leitores assíduos e antenados com o universo mágico dos livros, mas também criticos e formadores de opiniões. Portanto os interessados devem dirigir-se até o espaço interação (laborátorio de Informática) e solicitar empréstimos de livros.

JOGOS INTERNOS

Já se encontram abertas as inscrições para os I Jogos Internos da E.M.E.F. Dr. Benedito Maia, que aconteceram no periodo de 08/09 à 11/09/2009. Maiores informações com a Profª. Liane (Ed. Física).

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

FIQUE ATENTO.



As escolas em todo Brasil iniciaram o 2º semestre com campanhas de prevenção em relação a Gripe Suina que é uma doença que tem como conseqüência uma variante do vírus H1N1, a transmissão e a apresentação dos sintomas da gripe suina pode ocorrer através do contato com o animal e objetos contaminados. Sendo que surgiu uma nova variante, que pode ser disseminada entre humanos e esta causando uma epidemia no México. Desde o seu surgimento, a gripe já fez até agora 149 vítimas, e sob suspeita da doença o número é de 1600 pessoas, a organização de saúde Mundial, declarou que a doença já esta sendo uma emergência na saúde pública internacional.
A gripe suina tem seu contágio através das vias aéreas, como a gripe comum, com contato diretamente ou indiretamente, por meio das mãos com objetos contaminados, o vírus também se espalha, inclusive pelo próprio ar ambiente. A contaminação pela carne suína, esta descartada, desde que se cozinha a mesma à 71 graus Celsius, eles afirmam que o vírus não sobrevive. Os sintomas são muito parecidos com a gripe comum, estão incluídos: febre alta, cansaço, dores musculares, tosse, fadiga, surgiram pessoas com vômitos e diarréias. O que podemos fazer é sempre estar lavando as mãos com alcool em gel, lavar bem os alimentos, copos e talheres mesmo porque temos que evitar as gripes comuns, que também pode trazer consequências. Portanto previna-se

APRESENTAÇÃO DO GRUPO DE DANCE DA E.M.E.F.DR. BENEDITO MAIA.

video

DIA DO ESTUDANTE.

ORIGEM

No dia 11 de agosto de 1827, D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do país: um em São Paulo e o outro em Olinda, este último mais tarde transferido para Recife. Até então, todos os interessados em entender melhor o universo das leis tinham de ir a Coimbra, em Portugal, que abrigava a faculdade mais próxima.
Na capital paulista, o curso acabou sendo acolhido pelo Convento São Francisco, um edifício de taipa construído por volta do século XVII. As primeiras turmas formadas continham apenas 40 alunos. De lá para cá, nove Presidentes da República e outros inúmeros escritores, poetas e artistas já passaram pela escola do Largo São Francisco, incorporada à USP em 1934.
Cem anos após sua criação dos cursos de direito, Celso Gand Ley propôs que a data fosse escolhida para homenagear todos os estudantes. Foi assim que nasceu o Dia do Estudante, em 1927.

ORAÇÃO DO ESTUDANTE.

Senhor, eu sou estudante, e por sinal, inteligente. Prova isto o fato de eu estar aqui, conversando com você. Obrigado pelo dom da inteligência e pela possibilidade de estudar. Mas, como você sabe, Cristo, a vida de estudante nem sempre é fácil. A rotina cansa e o aprender exige uma série de renúncias: o meu cinema, o meu jogo preferido, os meus passeios, e também alguns programas de TV . Eu sei que preparo hoje o meu amanhã. Por isso lhe peço, Senhor, ajuda-me a ser bom estudante. Dê-me coragem e entusiasmo para recomeçar a cada dia. Abençoe a mim, a minha turma e os meus professores. Amém.
Nossa Homenagem aos Estudantes

segunda-feira, 22 de junho de 2009

ESCOLA BENEDITO MAIA E A INCLUSÃO DIGITAL.

Já estão abertas as inscrições para o programa de inclusão digital da Secretária Municipal de Educação de Ananindeua. O "Programa Cidadão Digital", tem como objetivo atender pessoas com faixa etária a partir de 17 anos que fazem parte da comunidade do entorno da escola, oferecendo curso gratuito de informática básica.

Inscrições: 22/06/2009 à 26/06/2009.
Local: Secretária da Escola Dr. Benedito Maia.
Inicio do curso: 29/06/2009.
Carga horaria: 40 h

INSCRIÇÕES PARA O ENEM.

Atenção...Já estão abertas as inscrições para o novo ENEM/09. Período: 15/06/09 a 17/07/09.
Visite o site sistemasenem2.inep.gov.br/enem2009 e saiba mais sobre o exame.

"BENE NA ROÇA"


Já está marcada nossa já tradicional festa junina para encerramento do semestre, com apresentação de quadrilha, danças folcloricas e venda comidas típicas. Contamos com a participação de todos. Vai ser pra lá de bom...
Dia: 30/06/2009
Local: Quadra da Comunidade.
Hora: 17:00h

segunda-feira, 15 de junho de 2009

PARABÉNS ALUNOS NOTA 10.


A E.M.E.F. Dr. Benedito Maia, parabeniza os alunos nota 10, pois o interesse, a dedicação e a força de cada um em buscar sempre algo mais faz a diferença, sendo também muito importante no crescimento educacional, valorizando a escola e tornando reconhecido o trabalho do educador. É importante ressaltar que este reconhecimento é uma iniciativa da Secretária de Educação de Ananindeua (SEMED), que busca valorizar a educação premiando seus alunos e aproximando familia e escola, firmando esta parceria para um educação de qualidade.

5ª a 8ª SÉRIES DO ENSINO FUNDAMENTAL.

1º Lugar.
Jonathan joão Santos da Silva

2º Lugar.
Bruna Leal Lopes

3º Lugar
Miguel Santos da Merces

3ª e 4ª ETAPAS DO EJA.

1º Lugar
Raimundo Anselmo Araújo Gregorio

2º Lugar
Wnaderley Lima Alves.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

2º Concursos de Blog das Escolas Públicas.


O NTE-Belém realizará, a partir de junho, seu 2º Concurso de Blogs Educativos, com uma nova modalidade: o Blog do Professor. Assim, convidamos todas as escolas da rede publica estadual (RPE) da Grande Belém com Sala de Informática, e todos os professores blogueiros da RPE, para participarem. Veja abaixo o regulamento desse Concurso.

Neste ano teremos dois concursos. O primeiro será realizado por cada um dos NTE estaduais e premiará as escolas e professores de sua área de abrangência. Nessa etapa serão selecionados os três (3) melhores blogs em cada categoria para participarem da segunda etapa, o I Concurso de Blogs Educativos do Estado do Pará, quando estarão concorrendo a um Laptop para cada categoria. Esse concurso estadual está previsto para acontecer na segunda quinzena de outubro.

Regulamento do Concurso

DO CONCURSO

1 - O concurso destina-se selecionar os dez (10) melhores Blogs nas duas categorias concorrentes, e selecionar os três (3) primeiros de cada uma para participarem do I Concurso Blogs Educativos do Estado do Pará.

1.1 - Poderão se inscrever blogs em duas categorias, a saber:
a) Blog de escolas da rede pública estadual situadas na região metropolitana de Belém;
b) Blog de professores da rede pública estadual.

2 - Poderão participar somente blogs com, pelo menos, 10 postagens diferentes até a data de sua inscrição. Para todos os efeitos consideraremos a quantidade de postagens apresentadas no Gadget "Arquivo" do Blog.

DA INSCRIÇÃO

1 - As inscrições estão abertas no período de 01 de junho a 31 de agosto de 2009.
2 - Para se inscrever, o responsável pelo blog (da escola ou do professor) deve enviar um e-mail para o Coordenador do Concurso, Prof. Franz Kreüther Pereira (franzkre@gmail.com), informando de seu interesse em participar e indicando o endereço do blog.
3 - Cada blog participante deverá fazer uma postagem sobre o concurso, inserir a imagem acima (logo do Concurso) e um link para o blog do concurso (VEJA AQUI).
4 - Deve copiar e colar o selo do concurso (imagem acima) em local bem visivel de seu blog.

DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

1- Serão selecionados os 10 melhores Blogs de cada categoria, utilizando-se dos seguintes critérios: conteúdo, criatividade, apresentação, quantidade de postagens e de comentários.
1.1 - No caso de blogs de escolas, além dos itens acima, tambném será levado em conta as participações de alunos e outros membros da comunidade escolar.
2 - Uma comissão julgadora, convidada pela Coordenação do Concurso e integrada por especialistas na área, se encarregará de escolher os vencedores, sendo sua decisão soberana.
3 - Quaisquer dúvidas, divergências ou situações não previstas neste regulamento serão julgadas e decididas de forma soberana e irrecorrível por essa Coordenação.

NOTA: O blog deve manter-se atualizado até a divulgação da premiação, em data a ser divulgada no blog do Concurso.

PRÊMIOS

Cada um dos 10 blogs, nas duas categorias, receberá um certificado de participação, além dos prêmios relativos a classificação. Apenas na categoria Blogs de EScolas, também serão premiados os professores de sala de informática responsáveis pelos três (3) primeiros colocados e haverá prêmios especiais para: o blog com maior número de postagens; o blog com maior número de acessos (a contar da data da inscrição) e a postagem que receber mais comentários.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

DESCOBRINDO UM MUNDO NOVO.

Perceba o quanto é fascinante a descoberta do uso da informática pela criança no depoimento de um monitor de laboratório de informática.
Iniciei os meus trabalhos no Laboratório de Informática Educativa da Escola Yolanda Chaves e como a greve é um direito do trabalhador e não uma obrigação, mantive o laboratório aberto e recebendo os alunos, a comunidade, e os funcionários. Ainda estou no processo de reconhecimento de área, e assim conheci dois alunos (sobrinho e tio) Junior e Edivaldo que nunca tinham tocado num computador. Ainda timidamente os meninos ficaram tocando a máquina, principalmente o Júnior (aluno da 5ªsérie), vi em seus olhos um brilho, de encantamento, de prazer. Mostrei um pouco do Sistema Operacional, (só um pouco) e pedi que usassem o editor de texto escrevesse qualquer coisa (como uma professora de redação no1°dia de aula) e o Junior escreveu do jeito que ele sabe, depois corrigimos juntos e formatamos.
"Oi Computador, Pensei que nunca ia te conhecer, ficava imaginando esse dia. Olhava para esta sala e sempre fechada. A Escola é a dos meus sonhos, linda tão linda que não dá vontade de sair de dentro. E agora é greve, a greve não me afastou da escola, pois como diz a música do Lazaro " Deus mandou Socorro"A professora Socorro está me ensinando te usar, e eu vou ficar bom, vou virar fera, ela vai abrir o meu orkut, eu ainda não sei o que é isso, mas o meu tio disse que é legal. Me deu vontade de escrever era uma vez um menino que nunca tinha pegado no computador e agora pegou e não vai mais deixar ele sossegado. Estou tão feliz que não sei mais o que escrever".
Percebe-se nestas palavra do aluno que esta descoberta é um expoente novo, a entrada em um mundo de fantasias e segredos onde só interagindo é que se consegue realmente fazer parte deste mundo imaginário que é explorado pela máquina através de páginas que se abrem provocando as mais diversas reações, fazendo com que aquele que manuseia mesmo longe da realidade se sinta por algum momento próximo a ela e feliz por fazer parte dos incluidos digitalmente.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

PROJETO FAMILIA NA ESCOLA..

No próximos dias 20 à 22/05/2009 a E.M.E.F. Dr. Benedito Maia, dará inicio as apresentações de seu Projeto Familia na Escola, cujo tema "Resgatando os valores da vida para uma educação transformadora" trata da cidadania e como esta influi no comportamento de cada individuo e sociedade, os diversos sub-temas foram escolhidos pelos alunos junto aos professores que farão as exposições de culminância para a comunidade no último dia do projeto.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES.

Foi realizado no último dia 08/05/2009 nas dependências da E.M.E.F. Dr. Benedito Maia, homenagem ao dia das mãe, contando com a participação da gestão e de todo corpo docente da escola. Este dia foi muito especial, pois as mães que participaram do evento foram recebidas pela gestora da escola Profª. Jacirema do Carmo Silva, onde posteriormente foi servido café da manhã. O evento também contou com a palestra da promotora da vara de familia Drª Andrea Moura Sampaio, que ressaltou sobre o ECA e da importância e participação da família na escola; após a palestra as mãe se divertiram com brincadeiras e sorteios de brindes. Segundo da Gestão da escola "O objetivo destes eventos e aproximar ainda mais a familia da escola, primando por uma educação socio-educacional, pois sem está não há como promover uma educação de qualidade".